Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Aspectos Geográficos

Publicado em 11/12/2014 às 15:15 - Atualizado em 24/03/2022 às 09:46

 

Área:83,261 Km2 (IBGE)

Distância da Capital Florianópolis: 128 KM (Distância em Linha Reta)

 

Municípios Limítrofes:

 

Ao norte, com o município de Treze de Maio.

Ao sul, com o município de Jaguaruna.

Ao leste, com o município de Jaguaruna.

Ao oeste, com o município de Içara e Morro da Fumaça;

 

  Hidrografia e Vegetação:

 

  O Município não dispõe de uma bacia hidrográfica de grande porte. O seu principal canal de drenagem natural é constituído pelo Rio Sangão e seus afluentes que desembocam no Rio Jaguaruna e tem sua foz no Rio Tubarão.

Quando em virtude de chuvas abundantes, transborda, causa enchentes no Município, ocasionando prejuízos a lavouras. Deve-se destacar ainda, o Rio Urussanga, que é divisa natural entre os Municípios de Sangão, Morro da Fumaça e Içara, drenando a região de maior depressão do território Municipal, embora suas áreas estejam seriamente comprometidas pela poluição com carvão mineral.

Os principais grupos de vegetação encontrados originalmente em Sangão são:

a) Mata Atlântica – ipê, figueira, canela, peroba, garapuvu, araçá e outras árvores

b) Campos – além das espécies forrageiras, encontram-se samambaias, carquejas, vassouras e etc.;

c) Banhados – presentes nas áreas de topografias de menor nível, com predominância de maior matéria orgânica.

 

    Relevo

 

O relevo do Município faz parte da planície litorânea do sul catarinense, tendo aproximadamente 50 % de sua área situada nesta faixa e os outros 50 % possui algumas elevações, que tem seu ponto culminante o “Morro do Rato”, com altitude média de 235 metros acima do nível do mar.

A altitude média do município constitui-se de alguns terraços, e está em torno de 30 metros acima do nível do mar. Portanto, a maior parte do município de Sangão, é composta por áreas planas e levemente ondulada, ficando sua declividade entre 0 a 8%.

 

      Clima

 

O sistema atmosférico que atua no sul do Brasil é controlado pela ação das massas de ar intertropicais (quentes) e polares (frios), sendo esta última responsável pelo caráter mesotérmico do clima.

No Município distinguem-se bem as quatro estações do ano, oscilando a temperatura média no período de verão, entre 24 e 25 Graus Celsius, enquanto no inverno a temperatura, ocasionalmente, pode chegar a Zero Graus Celsius, havendo formação de geadas, ficando a temperatura média deste período, em torno de 15 Graus Celsius.

Em Geral a pluviosidade da região onde o Município está localizado, fica na média de 1.219 mm, ocorrendo maior precipitação pluviométrica entre os meses de junho a setembro e o menor índice, entre os meses de dezembro e março.

Observando-se os valores médios de umidade relativa do ar, no Município, nota-se que eles ficam geralmente entre 73,4% e 85,0%, tendo assim uma amplitude de 11,6%.