Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

MORTE DE ANIMAIS
MORTE DE BOVINOS PREOCUPA SECRETARIA DE AGRICULTURA

Publicado em 10/06/2021 às 12:20 - Atualizado em 10/06/2021 às 12:20

CIDASC e Secretaria de Agricultura vão investigar se mortes são causadas por morcegos vampiros.o
Créditos: Ilustrativa Baixar Imagem

Nas últimas semanas uma sequência de mortes de bovinos (cerca de 10 animais) na localidade de Chapada do Orvalho, em Sangão, chamou a atenção de técnicos da Secretaria de Agricultura de Sangão, que acionaram a CIDASC com o objetivo de iniciar uma investigação e identificar a causa dessas mortes e tentar evitar mais ocorrências. O Secretário de Agricultura José Manoel de Souza Neto, o Zequinha, disse que a prioridade é acompanhar de perto para que o município possa contribuir para minimizar os problemas e prejuízos, aos produtores.

Segundo o médico veterinário da CIDASC, que atende a toda a Comarca de Jaguaruna, Agnaldo Serafim, a suspeita é de que as mortes possam ter sido causadas por raiva, doença transmitida por morcegos hematófagos (que se alimentam de sangue).

“Há uma incidência destes animais em Tubarão e Pedras Grandes e é possível que tenha havido uma migração para a região de Sangão”, destacou o veterinário que, junto com a equipe da Secretaria de Agricultura da Prefeitura de Sangão, vai fazer contato com os produtores, no sentido de iniciar uma investigação mais apurada.

De acordo com Agnaldo, é importante que os produtores notifiquem a CIDASC no caso de ataques de morcegos aos animais. Com isso se poderá monitorar os efeitos e os sintomas que esses bovinos, ou equinos, possam apresentar.

“Precisamos contar om a colaboração dos produtores que precisam acionar a secretaria e a CIDASC para que seja possível acompanhar a situação e evitarmos que esse problema aumente”, destacou o secretário de agricultura, Zequinha.

SINTOMAS DA DOENÇA

O médico da CIDASC informou que os primeiros sintomas da raiva são:

  • Dificuldade para caminhar e se alimentar;
  • Aumento da agressividade dos animais.

Não há cura para a doença, mas existem medidas de prevenção que são: Controle da população de morcegos hematófagos e a vacinação do rebanho contra a raiva.

“Por isso é muito importante que sejamos notificados para acompanharmos um caso ativo e assim podermos tomar medidas concretas e eficazes para a eliminação de um eventual foco de raiva”, destacou o veterinário Agnaldo Serafim

MORCEGOS

Existem três tipos de morcegos:

  • Os hematófagos (Desmodus Rotundus), que se alimentam de sangue – também chamados de morcegos vampiros;
  • Os Insetívoros – que se alimentam de insetos;
  • Os frugívoros – que se alimentam de frutas.

Apenas os hematófagos se alimentam de sangue, atacam os animais e transmitem a raiva. Eles são identificados por serem pequenos, não terem rabo, as presas são separadas e têm o pelo assemelhado ao dos ratos. Os locais de abrigo para esses morcegos são edificações abandonadas, ocos de árvores, bueiros ou grutas.


Informações Relacionadas

Assuntos